Mostrando postagens com marcador Amor Desvendado. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Amor Desvendado. Mostrar todas as postagens

sábado, 1 de abril de 2017

Amor Desvendado

ROMANCE CONTEMPORÂNEO
Série Votos do Deserto
Mãe, rainha… e amante?

Para o sheik Tariq de Al Sarath, um casamento já havia sido suficiente. 
Com um reino para governar, ele não tem tempo nem vontade de encontrar uma nova esposa. Porém, seus herdeiros precisam de uma mãe. E a princesa Samira de Jazeer é a candidata ideal. 
Por não poder gerar os filhos que tanto quer, ela aceita fazer parte da família de Tariq. Com uma condição: nada de sexo! Samira acreditava que os deveres reais e o amor pelas crianças preencheriam o vazio em seu coração. 
Contudo, ela não esperava sentir um desejo que só poderia ser saciado pelas carícias sedutoras do poderoso sheik.

Capítulo Um

Os bebês de cabelos escuros que brincavam em uma das extremidades do suntuoso saguão do hotel chamaram a atenção de Samira. Não estavam fazendo bagunça. A mulher de meia-idade que os acompanhava estava cuidando deles. Eram crianças quaisquer.
Ainda assim, não conseguia desgrudar os olhos deles. Observou um deles caminhando ao lado do sofá, seus dedinhos se apoiando na superfície sedosa. Fez um ruído de felicidade e gritou para o companheiro que tentava se equilibrar atrás dele. Samira engoliu seco. Aquele vazio estava voltando, pior agora, tornando-se uma pontada de mágoa que se prolongava do útero até a parte inferior das costelas. Tentou se concentrar na conversa animada de Celeste sobre um restaurante novo. Ele tinha uma vista privilegiada para a Torre Eiffel e várias estrelas no catálogo Michelin. Era o novo lugar da moda. Sentia o estômago revirar só de ouvir falar de comida.
Ou talvez fosse por algum outro motivo.
O segundo bebê caiu sentado, agitando os bracinhos, e a mulher, avó? Babá?, pegou-o no colo. Os braços tensos de Samira relaxaram, desabando. Vazios. Ela desviou o olhar. Vazia. Era como se sentia. 
Nunca poderia segurar seu próprio bebê. O médico deixara bem claro. 
Havia conseguido se recuperar nos últimos quatro anos, mas nada apagava aquele vazio.
— Fico muito feliz que tenha conseguido vir ao leilão beneficente. — Celeste debruçou-se sobre as xícaras, e Samira voltou a olhar para a francesa. — O público vai adorar a princesa por trás desses lindos modelos. Sua doação vai render um bom dinheiro.
Samira deu um sorrisinho forçado, não se deixando intimidar por mais uma referência ao seu título.
Como filha, e agora irmã, do sultão de Jazeer, sabia bem que aquilo não era sinônimo de felicidade.
Seu coração disparou, mas manteve o olhar fixo em Celeste.
Era pragmática. Sua marca se tornara um sucesso graças ao seu nome. Ela deslanchara nos últimos anos. Sua clientela, com os maiores ricaços do planeta, gostava de lidar com quem entendia o seu mundo, com alguém que prometia total exclusividade e confidencialidade. Samira tinha tudo com que toda mulher sonhava e muito mais: independência, sucesso, riqueza.
Que direito tinha de querer mais?
Ainda assim, a dor persistia. Não adiantava pensar na sua sorte. De que adianta o sucesso quando se sente um grande… vazio?


Série Votos do Deserto
1- Descoberta no Harem
2- Amor Desvendado 
Série Concluída