Mostrando postagens com marcador A força do Amor. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador A força do Amor. Mostrar todas as postagens

sexta-feira, 18 de agosto de 2017

A Força do Amor

ROMANCE CONTEMPORÂNEO
A insegurança fez Nicole esconder a verdade.

Agora ela iria pagar por isso. 
Nicole estava exasperada. Depois de tanto tempo se defendendo do amor, apaixonara-se justamente por William, um homem que fora enganado e que por isso odiava as mulheres. 
Como se não bastasse, agora ele iria descobrir que Nicole mentira, ocultando sua verdadeira identidade. Mas o que poderia ter feito? Se lhe dissesse quem era realmente, aí sim, teria o seu desprezo para sempre.

Capítulo Um

Nicole White ficou indecisa quando seu chefe, Gerald Christopher, sugeriu que ela o acompanhasse à fazenda da família dele em Montana. O sr. Christopher necessitava repousar durante algumas semanas, após o médico ter diagnosticado uma úlcera, agravada pelo excesso de trabalho.
De fato, ele precisava de tranquilidade, mas Nicole não estava gostando da ideia de se afastar da agitação de Chicago.
Depois de trabalhar por dois anos na Companhia Christopher, ela estabelecera uma agradável rotina, a qual não pretendia mudar.
Se o sr. Christopher permanecesse em Montana durante um mês, como pretendia, o escritório ficaria fechado e Nicole seria dispensada até quando ele voltasse. Apesar de ganhar um bom ordenado, passar um mês sem salário era motivo de preocupação para ela. Por ironia, Nicole White pertencia a uma das famílias mais ricas de Kentucky. Seu pai, que frequentava a alta sociedade, era proprietário de famosos cavalos de corrida.
Entretanto, já fazia muito tempo que Nicole havia renunciado à parte dela na fortuna da família. E, desde então, decidira trabalhar para se sustentar.
Tomara tal resolução logo após a morte da mãe. Nessa época, o pai tinha uma amante, e o relacionamento familiar se tornara insuportável. Nicole, porém, pensara que o noivo, Chase James, fosse marcar para breve a data do casamento. Ele ocupava um bom cargo numa imobiliária, e o salário daria bem para arcar com as despesas de uma casa. Contudo, ao descobrir que Nicole abrira mão da herança dos White em caráter definitivo, Chase desmanchara o noivado. E, pior ainda, mostrara interesse imediato por uma amiga de Nicole, rica e solteira.
Desiludida, Nicole abandonara a elegante mansão da sua infância em Lexington, Kentucky, bem como uma criação de cavalos que valia milhões. Passara a viver com simplicidade, trabalhando como secretária em Chicago e dividindo um pequeno apartamento com uma amiga.
O início da carreira fora difícil para Nicole. Aos vinte anos e sem nenhuma experiência, precisara muito da paciência do sr. Christopher para ajudá-la. Mas, graças a isso e a um curso de secretariado, conseguira superar esses obstáculos.
Tudo isso, no entanto, lhe parecia muito distante naquele momento. O que a preocupava era o convite do chefe. Seus expressivos olhos verdes não escondiam um certo conflito interior ao encará-lo.
— Você vai gostar, Nicky — Gerald Christopher afirmou, tentando convencê-la. — A fazenda fica na parte sul do Estado, junto às Montanhas Rochosas. É cercada por florestas, há muitos lagos, rios e tranquilidade. Nada melhor para curar essa úlcera. Poderemos trabalhar sossegados, e você terá bastante tempo livre,
— Mas o senhor acha que o seu irmão e a família dele não se importarão em hospedar a sua secretária?
Apesar de já trabalharem juntos há dois anos, Nicole sabia bem pouco a respeito da vida particular do sr. Christopher. Apenas ouvira-o mencionar o irmão e alguém chamada Mary, que julgava ser a cunhada. Era realmente tudo o que sabia sobre ele.
— William não tem família — ele retrucou.
Gerald era um homem bem simpático. Alto, cabelos e olhos castanhos e muito dedicado ao trabalho. Era um ótimo patrão, e Nicky o estimava, mas não passava disso. Desiludira-se muito após a traição de Chase e não acreditava mais no casamento. E, mesmo se acreditasse, sem os vestidos de etiquetas famosas e sem os diamantes, os homens não a notavam mais, ela pensava sempre com amargura.
— Seu irmão já esteve aqui uma vez, não foi?

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

A Força Do Amor

ROMANCE CONTEMPORÂNEO

O caubói e o bebê...
Criar cavalos e bois era uma coisa, mas, quando se tratava de um recém-nascido e toda aquela parafernália de mamadeiras e fraldas, definitivamente, isso não tinha nada a ver como viúvo fazendeiro Deke Crandall.

Ele não queria criar a filha sozinho, porém o que fazer se não pretendia tornar a se casar?
Precisa-se de uma mulher para esposa e mãe...
Mollie amava Deke secretamente havia anos, e ele nem sequer s
Mas logo Mollie descobriu que Deke estava desesperado para encontrar uma mãe instantânea para a filha.

Capítulo Um

— Mollie! Que bom vê-la novamente, querida. Quando chegou?
Mollie O'Brien parou nos degraus do prédio do correio e voltou-se para ver quem a chamara. O vento lhe soltara algumas mechas do cabelo de um vibrante tom avermelhado. Era a sra. Krueger, que fora sua professora na oitava ria.
— Olá, sra. Krueger. Cheguei a tarde passada, mas vim penas para a formatura de Maribeth. Ainda tenho provas na faculdade antes de pensar em vir para as férias de verão. A senhora está bem?
— Não posso me queixar. Megan deve estar radiante por vê-la em casa. Vai poder ajudá-la com o bebê. Com quantos meses ele está?
Mollie sorriu, feliz em falar a respeito do sobrinho.
— Denny está com sete meses e lamento não ter podido passar mais tempo com ele. Os bebês crescem sem que se perceba.
— Não somente os bebês — respondeu a sra. Krueger sorrindo. — Parece que foi ontem que Megan lutava como uma onça feroz para que vocês três continuassem juntas, como uma verdadeira família... você e Maribeth ainda estavam no ginásio. Agora ela já é mãe, você está na faculdade e Maribeth prestes a fazer o vestibular. O tempo passa e não se percebe.
— Tem razão, sra. Krueger.

DOWNLOAD








Trilogia
Destruidor de corações
Ciladas da paixão
A força do amor